DSpace Repository

GERMINAÇÃO IN VITRO DE MANGABEIRA (Hancornia speciosa Gomez) EM DIFERENTES MEIOS DE CULTURA

Show simple item record

dc.creator PINHEIRO CARLOS SIZENANDO ROSSITER
dc.creator MEDEIROS DELANDO NASÁRIO DE
dc.creator MACÊDO CRISTIANE ELIZABETH COSTA DE
dc.creator ALLOUFA MAGDY AHMED IBRAHIM
dc.date 2001
dc.date.accessioned 2013-06-01T10:37:57Z
dc.date.available 2013-06-01T10:37:57Z
dc.date.issued 2013-06-01
dc.identifier http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452001000200043
dc.identifier http://www.doaj.org/doaj?func=openurl&genre=article&issn=01002945&date=2001&volume=23&issue=2&spage=413
dc.identifier.uri http://koha.mediu.edu.my:8181/jspui/handle/123456789/8244
dc.description Estudos de meios de cultura que facilitem a germinação de sementes recalcitrantes são de grande importância para a fruticultura. A mangabeira (Hancornia speciosa Gomez) é uma fruteira nativa da região Nordeste do Brasil. Sua propagação por métodos tradicionais é dificultada pelo fato de suas sementes serem recalcitrantes e a polpa do fruto ter uma ação inibitória sobre a germinação das sementes. Na tentativa de maximizar a percentagem de germinação in vitro desta espécie, foi testada a influência da sacarose (0; 10; 30; 60 e 90 g/L), do ácido giberélico (0; 0.1; 0.3 e 0.5 mg/L) e de diferentes meios de germinação (água destilada, água de coco; MS sólido e MS líquido). Também foi testado o efeito da escarificação (sementes com ou sem tegumento). As sementes obtidas de frutos maduros foram escarificadas ou não, e inoculadas em meios contendo os diferentes tratamentos. A taxa de germinação foi calculada trinta dias após a inoculação das sementes. Sementes sem tegumento obtiveram maior percentagem de germinação em todos os meios de cultura estudados, sendo que a maior percentagem foi obtida no tratamento MS líquido. A adição de sacarose tanto em meio MS sólido quanto em MS líquido não favorece a germinação e pode prejudicar em concentrações iguais ou maiores que 20g/L. A maior percentagem de sementes germinadas em MS suplementado com GA3, tanto em meio líquido como em meio sólido, ocorreu na concentração de 0,1 mg/L. Maiores taxas de germinação in vitro de sementes de mangabeira podem ser obtidas através da retirada do seu tegumento e posterior inoculação em meio MS líquido suplementado com 0,1 mg/L GA3.
dc.publisher Sociedade Brasileira de Fruticultura
dc.source Revista Brasileira de Fruticultura
dc.subject Hancornia speciosa Gomez
dc.subject propagação
dc.subject sementes
dc.title GERMINAÇÃO IN VITRO DE MANGABEIRA (Hancornia speciosa Gomez) EM DIFERENTES MEIOS DE CULTURA


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account